Pular para o conteúdo principal

Postagens

Destaques

Pontos Finais - VII/VIII

Sinto-me terrível.
Como assim? Mesmo eles não querendo, vocês vão ficar assim? Inertes?
Minha vó estava com ele. Ele a procurou e ela, como toda boa avó,  acolheu-o. Morou com ela em Istambul por dois anos. Conheceu uma moça do norte da Turquia. Casou-se e teve um filho. E essa é a última notícia que minha avó teve dele.
Como assim?!? — Me levanto. Hannah se assusta. Não dá mais pra aceitar isso tudo — Ele some, coloca sua família em problemas e é assim? Acabou? Se fosse meu irmão eu..
MAS NÃO É! — Ela grita. Os garçons nos observam. O bar está vazio. — VOCÊ NUNCA ENTENDERIA!
CLARO QUE ENTENDERIA!
Biz Türk olan! Nós nos damos o respeito! Não forçamos pessoas que não nos querem a nos aturar! Você é um “Alemão Puro”. Não entende isso!
Minha avó é sueca...
E daí? Vocês são todos iguais! Acham-se melhores que todos! Acha que não sei o que seu pai acha de mim? Não se pode julgar alguém apenas pelo lado do muro em que a pessoa nasceu!
Hannah começa a chorar. Cada lágrima parece …

Últimas postagens

Pontos Finais - VI/VIII

Pontos Finais - V/VIII

Pontos Finais - IV/VIII

Pontos Finais - III/VIII

Pontos Finais - II/VIII

Pontos Finais - I/VIII

Santo de Casa - V/V

Santo de Casa - IV/V